“So Good They Can’t Ignore You”, por Cal Newport

Capa do livro "So Good They Can't Ignore You", escrito por Cal Newport

Título: So Good They Can’t Ignore You; 
Autor: Cal Newport
Minha recomendação: 8/10.

Sinopse: Ótimas ideias sobre como construir uma carreira que você ama. Foge do conselho padrão de “siga a sua paixão” e oferece dicas mais práticas e realistas. O foco é desenvolver suas habilidades e estar preparado para usá-las para obter mais autonomia e propósito no momento certo.

Observação: Essas são apenas minhas anotações pessoais. Se despertarem sua curiosidade, compre o livro!


Se você quer criar um trabalho que ama, “siga a sua paixão” não é bom conselho. Não existe um trabalho perfeito te esperando escondido. Esse é um exemplo da mentalidade fixa, e não da mentalidade de crescimento. (Fixed Mindset Vs. Growth Mindset).

Um trabalho incrível tem: autonomia (controle), impacto e oportunidade de maestria.

Essas características são raras e valiosas.Por isso, você deve ter habilidades raras e valiosas. Elas são seu Capital de Carreira.

Você precisa ser bom em algo antes de esperar tem um bom trabalho.

Não siga a sua paixão, deixe que ela te siga. Em uma pesquisa feita com enfermeiras, o melhor indicativo de se gostavam do trabalho era o tempo que tinham de serviço.

A parte difícil é se forçar ao trabalho, ao desenvolvimento. Depois as habilidades adquiridas são trocadas por oportunidades melhores.

Carreiras interessantes geralmente tem histórias complexas, o que rejeita a ideia simplista de “siga a sua paixão.” Steve Jobs não seguiu sua paixão ao fundar a Apple. O caminho é tortuoso.

  • Trabalho = como pagar as contas;
  • Carreira = um caminho em direção de trabalhos sempre melhores;
  • Vocação = trabalho que é parte importante da sua vida e vital para sua identidade.
  • Autonomia = senso de controle sobre o seu dia e da importância das suas ações;
  • Competência = senso de que você é bom no que faz;
  • Conectividade = senso de que suas ações se conectam às outras pessoas.

Resumindo a dura verdade: trabalhar certo é mais importante do que achar o trabalho certo.

A Mentalidade do Artesão (craftsmanship mindset)

  • Mentalidade da paixão: o que o mundo pode me oferecer?
  • Mentalidade do artesão: o que eu posso oferecer ao mundo?

A mentalidade do artesão fornece melhores oportunidades e uma carreira mais feliz.

A mentalidade do artesão oferece clareza, objetivo e uma chance de se desenvolver. Procurar sempre por alguma paixão planta dúvidas confusas. Se você ficar sempre se perguntando “será que esse é o trabalho certo para mim?” nunca vai aproveitar as oportunidades presentes.


Capital de Carreira

As características de um ótimo trabalho são raras e valiosas. Para ter isso, você precisa de habilidades raras e valiosas. Elas são o seu Capital de Carreira.

É a lei da oferta e da demanda. Para ter um ótimo trabalho (com autonomia, impacto e excelência), você precisa de ótimas habilidade. A mentalidade do artesão (focar no que você pode oferecer ao mundo) é o melhor caminho para desenvolver essas habilidades (seu capital de carreira).

Essa não é uma glorificação do valor do trabalho duro ou algo do tipo. É uma visão pragmática sobre como construir uma carreira interessante. Acontece que, a melhor forma de ter uma vida interessante é focar em como contribuir, como ser útil, para os outros.

3 casos onde a Mentalidade do Artesão NÃO funciona

  1. Seu trabalho não dá oportunidades de se destacar desenvolvendo habilidades relevantes;
  2. Seu trabalho é sobre algo irrelevante ou até maléfico para o mundo;
  3. Seu trabalho te força à trabalhar com pessoas que você detesta.

Nesses 3 casos, realmente não vale a pena focar no trabalho duro, desenvolvimento de habilidades e contribuição. Vale procurar novas oportunidades.


Prática Deliberada

Músicos e jogadores de xadrez usam a prática deliberada para desenvolver suas habilidades. A maioria dos trabalhadores intelectuais não tem um treinamento tão rigoroso.

A boa notícia é: se você usar da pratica deliberada, tem grandes chances de se desenvolver e destacar.

É agradável repetir o que você já sabe e achar que está se desenvolvendo. Na prática deliberada, devemos praticar os pontos de dificuldades, sempre procurar feedback. É um esforço concentrado em melhorar cada aspecto da nossa prática.

Se você não se sente desconfortável praticando, provavelmente você está preso em um “nível aceitável”.

Não é só ir atrás dos seus objetivos: é ignorar todos os objetivos menos importantes que podem te distrair.


Controle

Controle sobre seu tempo e ação é um dos melhores fatores para prever a satisfação com a carreira.

Controle = Elixir Mágico da Carreira.

Para ter um trabalho que você ama, o primeiro passo é adquirir Capital de Carreira (desenvolver habilidades). O segundo passo é trocar essas habilidades pelas características que formam um trabalho interessante. Controle é um dos fatores mais importantes pra se investir.

A primeira armadilha do Controle

Cuidado para não pedir por mais controle antes de ter o Capital de Carreira necessário.

Controle adquirido sem Capital de Carreira não é sustentável.

Tenha paciência. Preocupe-se antes em ter habilidades e valor econômico. Depois em ter mais autonomia e controle.

A segunda armadilha do Controle

Quando você tiver Capital de Carreira suficiente para trocar por mais Controle (autonomia), você vai ter muito valor para seu empregador e clientes. O mundo vai te pressionar para não adquirir mais Controle.

Geralmente, obter mais controle só beneficia você, e não o seu empregador/clientes.

A Lei da Viabilidade Econômica

Como achar o momento certo de pedir por mais autonomia e controle na sua carreira? R: Quando você puder se pago por isso. Se você vai ser pago, siga em frente. Se não, continue acumulando Capital de Carreira.

Essa regra evita que você largue seu emprego por um empreendimento sem futuro.

“Dinheiro é um indicador neutro de valor. Ao mirar em ganhar dinheiro, você está mirando em agregar valor às pessoas.”

Derek Sivers

Quando for decidir se vale a pena seguir um caminho que trará mais controle para sua carreira, procure por provas de que as pessoas estão dispostas a te pagar por isso. Se encontrar evidências, prossiga. Se não, continue a se desenvolver.


Missão

Uma missão é um foco, um tema, que unifica a sua carreira.

Quando o trabalho tem significado, ficamos mais satisfeitos com ele. Também ficamos mais resilientes quando as coisas não vão como planejado.

Geralmente, uma missão escolhida antes de acumular Capital de Carreira não é sustentável.

Possível adjacente

O possível adjacente contém as possibilidades que podem ocorrer de acordo com o estado atual das coisas. É assim que novas ideias surgem.

Dado o estado atual de conhecimento e tecnologia da sociedade, existem novas descobertas esperando para serem feitas. Uma missão também é criada assim.

Então, a ideia é fazer pequenas apostas. Explorar com paciência novos conhecimentos e projetos. A missão acontece nas fronteiras da sua habilidade.

Vaca Roxa

Uma vaca marrom é comum e não chama a atenção de ninguém. Não é assunto que vale a pena.

Uma vaca roxa é algo incomum, e vale a pena ser comentada.

Para uma missão ter sucesso, ela deve ser como uma vaca roxa. Então, toda missão de sucesso tem 2 características:

  1. Deve ser interessante o suficiente para ser comentada.
  2. Deve ser lançada em um meio que facilite a comunicação dela.

Toda missão que vale a pena precisa de apoio, portanto deve ter apelo e causar emoção nas pessoas.


Resumo

  • “Siga a sua paixão” não é a melhor forma de construir uma carreira interessante.
  • As características que tornam uma carreira interessante são raras e valiosas.
  • Para ter uma carreira assim, você deve ter habilidades raras e valiosas para trocar. Esse é o seu Capital de Carreira.
  • A mentalidade do artesão (“o que eu posso oferecer ao mundo?”) é a melhor forma de acumular Capital de Carreira.
  • Prática deliberada (a forma como músicos, atletas e campeões de xadrez praticam) é o caminho ótimo para desenvolver habilidades. Pratique e revise seu desempenho com frequência.
  • Uma das características mais importantes numa carreira interessante é o controle (autonomia).
  • 1ª armadilha: Demandar autonomia antes de acumular Capital de Carreira não é sustentável.
  • 2ª armadilha: Quando você tiver Capital de Carreira o suficiente, seu chefe/clientes não vão querer que você troque por autonomia.
  • Para navegar entre as 2 armadilhas, procure evidências de que você pode ser pago pelo novo caminho de carreira que está escolhendo.
  • Uma missão é um tema que conecta as fases da sua carreira com um propósito maior.
  • A missão está no possível adjacente das suas habilidades.
  • Faça pequenas apostas (pequenos projetos) para explorar possíveis missões.
  • Uma missão precisa de apoio, por isso deve ser algo que vale a pena ser comentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *