Quanto tempo você gasta no celular? 4 dicas para recuperar o foco!

Se você é como eu, pega o celular para ver que horas são, mas abre o WhatsApp e fica em transe por 15 minutos. Quando percebe, está no YouTube vendo vídeos de comédia.

Temos a atenção de um peixinho dourado. A tecnologia, apesar dos benefícios fantásticos, traz distrações quase irresistíveis.

Não é de se admirar. Os aplicativos são projetados assim. Uma mistura de Las Vegas com Black Mirror para vender em cima das nossas inseguranças.

Em uma pesquisa de 2016 da Statista, os brasileiros usavam o smartphone por 4 horas e 48 minutos por dia. Pense nisso na próxima vez que falar “eu não tempo tempo” para qualquer coisa.

Brasileiros estão entre os maiores usuários de smartphones do mundo

As 4 Leis da Mudança Comportamental

Sabendo disso, resolvi tomar medidas drásticas. Para quem já leu minhas anotações sobre Atomic Habits, sabe que todo comportamento tem 4 etapas:

  1. Gatilho
  2. Desejo
  3. Resposta
  4. Recompensa

Quando a recompensa é satisfatória, você associa o gatilho à resposta. No exemplo do início do texto, acontece assim:

  1. Você pega o celular para ver o horário e vê uma notificação do WhatsApp;
  2. Você fica curioso, cria expectativa sobre o que recebeu;
  3. Você abre o WhatsApp e lê a conversa;
  4. Você satisfaz sua curiosidade.

Pronto, agora você está condicionado a abrir o WhatsApp sempre que ver uma notificação. Para cortar esse ciclo vicioso, usei as 4 alavancas sugeridas por James Clear, autor de Atomic Habits. Ele as chama de As 4 Leis da Mudança Comportamental.

Vamos atuar em cada uma das etapas do comportamento, transformando-o em:

  1. Invisível
  2. Repulsivo
  3. Difícil
  4. Insatisfatório

Você consegue aplicar as 4 dicas em menos de 15 minutos. Vamos lá? Preste atenção!

Gatilho: desative as notificações.

A primeira coisa é eliminar o gatilho. Faz sentido deixar todo aplicativo te chamar a qualquer horário? Essas notificações são mesmo urgentes?

Existe um custo sobre toda distração. Algumas estimativas dizem que multi-tasking (fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo) reduz a produtividade em até 40%. É melhor mantermos nossa atenção em uma coisa de cada vez.

Então vamos desativas as notificações do seu celular.

Para desativar as notificações, faça o seguinte.

Android

  1. Vá em Configurações > Notificações
  2. Desative todas as notificações que não são urgentes.

iPhone

  1. Vá em Ajustes > Notificações
  2. Desative todas as notificações que não são urgentes.

Desejo: deixe cinza

Essa é a minha favorita. Sabe o vermelho do McDonalds, que dizem dar fome? Imagine se fosse cinza, que sem graça seria… Com o seu smartphone é a mesma coisa: as cores deixam ele muito mais interessante e atraente. Então vamos deixá-lo cinza!

Mas aí você vai dizer: “Ain, mas aí vai ficar muito sem graça!”
Dũrrr! Esse é o ponto! Quanto mais sem graça, menor a tentação de virar um vegetal digital.

Para desativar as cores, faça o seguinte:

Android

  1. Vá em Configurações > Sobre o telefone > Status
  2. Clique em Número de compilação ou Número da Versão diversas vezes até o Modo de Desenvolvedor ser ativado.
  3. Vá em Configurações > Opções do desenvolvedor
  4. Sob Renderização Acelerada por Hardware (láaaa em baixo), clique em Simular espaço colorido
  5. Selecione Monocromatismo

iPhone

  1. Vá em Ajustes > Geral > Acessibilidade > Adaptações de Tela > Filtros de Cor
  2. Ative a opção e selecione Tons de cinza
Celular com a tela cinza
Assim, bem sem graça mesmo.

Resposta: esconda os aplicativos.

Às vezes eu fumo cigarros de palha com meu pai (não que eu me orgulhe). Um dia desses eu pedi um cigarro e ele falou que estava no carro. Eu iria demorar menos de 2 minutos para pegar a chave, ir até a rua, abrir o carro, pegar um cigarro e voltar.

Mas eu não fiz nada disso.

Para nossos ancestrais, economizar energia era sinônimo de sobrevivência. Evoluímos com a preguiça em nosso DNA. Então, qualquer barreira entre você e um mal hábito, por menos que seja, é sua amiga.

Por isso, vamos esconder os aplicativos que nos distraem. Eu, por exemplo, coloquei-os todos em uma pasta, chamada “👀 Use Wisely” (use com sabedoria), e deixei na última tela do menu.

Para esconder seus aplicativos viciantes, faça o seguinte:

Android & iPhone

  1. Clique e segure um aplicativo.
  2. Arraste-o para cima de outro aplicativo para formar uma pasta.
  3. Clique e segure na pasta.
  4. Arraste-a para os confins do seu celular, na última tela disponível.

Recompensa: monitore o tempo de tela.

Peter Drucker, um dos pais da administração moderna, disse: “Você não pode gerenciar o que não pode medir.” Trazendo para o mundo pessoal, pesquisas indicam que se pesar regularmente é uma ótima forma de emagrecer.

“Você não pode gerenciar o que não pode medir.”

Peter Drucker

Se você cria consciência dos seus hábitos, você tem feedback sobre seu comportamento. Você consegue ajustar o caminho. Por isso, a última dica é monitorar seu tempo de tela. Se você sabe exatamente quantas horas usa o celular por dia, você se mantém na linha. Eu uso o aplicativo QualityTime, que monitora meu tempo de uso por aplicativo e me dá notificações quando exagero.

Se eu uso mais de 1 hora no dia, passo a receber notificações para me manter na linha.

Se quiser ir um nível acima, você pode alavancar com a pressão social. Faça uma aposta com amigos. Quem usar mais tempo de celular na semana paga a cerveja sábado.

Para monitorar seu tempo de uso, faça o seguinte:

Android

  1. Baixe um aplicativo como o QualityTime ou Space

iPhone

  1. Baixe um aplicativo como o Moment ou Space

Conclusão

Nossa atenção é a nova moeda econômica. Se não formos intencionais sobre o uso da tecnologia, corremos o risco de termos a atenção fragmentada. Uma mente focada é uma mente feliz. Então, vamos cuidar das nossas. Deixe os gatilhos invisíveis. Os desejos repulsivos. A resposta mais difícil. A recompensa insatisfatória.

Algumas tecnologias são projetadas para serem tão viciantes quanto a jogatina. Então, vamos simplificar.

Aplique pelo menos uma dessas dicas agora mesmo! Me conte nos comentários qual você usou e quais efeitos percebeu.

Se você se beneficiou desse texto, ou conhece alguém que iria, considere compartilhar com seus amigos.

Assine a newsletter para receber os textos na sua caixa de emails!

* indicates required

2 respostas a “Quanto tempo você gasta no celular? 4 dicas para recuperar o foco!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *